terça-feira, 15 de dezembro de 2015

China: Tudo é muito relativo!



Veja também os demais posts da série "China": "Chegando a Tatooine" e "Filho único"

Você acha Belo Horizonte uma cidade grande? Sua resposta será certamente SIM! Com 2,5 milhões de habitantes, sem dúvida alguma BH é uma cidade grande... para os padrões brasileiros! Como assim?!!!
Mapa da China
Pois é, tudo é muito relativo neste mundo. O que é muito para uns, pode ser pouco para outros.

A China, um país com mais de 1,3 BILHÕES de habitantes, tem padrões que fogem à nossa capacidade de compreensão!
Muçulmano chinês na Cidade Proibida
Em nossa viagem à China, em 2015, visitamos Suzhou, uma cidade que fica perto de Xangai, famosa por ser a Veneza da China. Suzhou tem 5 milhões de habitantes, o DOBRO de Belo Horizonte, e é considerada uma cidade pequena para os padrões chineses. Ou seja, se fosse na China, BH seria, digamos, uma “vila”! Só rindo!!!
Guarda - Muralha da China
Pequim e Xangai são cidades grandes, com 21 e 24 milhões de habitantes, respectivamente. Pequim é uma cidade espalhada, com grande área urbana. Já Xangai é mais concentrada com um número bem grande de belos arranha-céus.
Mas a grande maioria das pessoas que trabalha nessas cidades vive nos subúrbios (cidades satélites), como Suzhou, conectadas ao centro dessas metrópoles por trens e metrôs. Só para dar uma ideia da complexidade dessa movimentação de pessoas, saiba que o metrô de Pequim chega a transportar mais de 11 milhões de pessoas diariamente.
Tocando e cantando nos parques de Pequim
Isso não significa que, com toda essa multidão andando embaixo da terra, o trânsito de Pequim seja a “última coca-cola do planeta”! Muito pelo contrário. É caótico, desorganizado e super congestionado... tudo isso, obviamente, em proporções chinesas. Um paulistano certamente se sentirá em casa!
Barqueira de Suzhou
Lembra daquela visão de um mar de bicicletas cruzando as ruas de Pequim? Cheguei com essa lembrança romântica, louco pra tirar umas fotos desse mar de bicicletas e me estrepei! É uma imagem que faz parte do passado. O que se vê agora é um mar de carros... que causam uma poluição de nível MUITO maior que a que um paulistano está acostumado a enfrentar.
Mar de bicicletas, uma imagem que ficou no passado
Apesar dos avanços econômicos chineses terem sido marcantes, a vida fora das grandes cidades, nas zonas agrícolas, ainda é marcada por muita pobreza. Tal como no Brasil, a migração para áreas urbanas é gigantesca. Mas você não verá um único pobre ou pedinte nas ruas de Xangai ou Pequim, que são muito limpas se compararmos com os padrões encontrados em toda a América Latina.
Monge budista
Segurança?! Poucas vezes me senti tão seguro circulando em uma cidade com milhões de habitantes. E olha que eu já estive em mais de 50 países!

Você deve estar imaginando que essa segurança seja mantida por milhares de policiais fortemente armados. Nananinaná, meu caro. O porte e a posse de armas são proibidos na China. Raros foram os policiais que encontramos e nenhum deles portava arma.
Vendedor de souvenir - Muralha da China
Já que estamos falando em proporções chinesas, você pode imaginar o tamanho do Aeroporto Internacional de Pequim? Não, não pode! Seu tamanho supera o de qualquer outro aeroporto onde já estive. É o terceiro maior do mundo, recebendo cerca de 30 milhões de passageiros ao ano. Um aeroporto simplesmente gigantesco e de uma beleza incrível.
Pra finalizar, uma curiosidade. Faz quanto tempo que você não vê um Santana, aquele carro que a Volks brasileira lançou em 1984 e retirou do mercado em 2005?! Pois é, ele continua vivinho e saudável na China. Aposto que se você pegar um táxi em Pequim ou Xangai, muito provavelmente ele será um saudoso Santana.
Senhora - Suzhou
Morto no Brasil, vivo na China. Como já disse, tudo é muito relativo!

Um comentário: